FANDOM


Cetrion é uma personagem da série de jogos de luta de Mortal Kombat.

Cetrion fez sua estréia em Mortal Kombat 11, atuando como sub-chefe e antagonista terciário no Modo História do jogo.

Sobre Cetrion

Cetrion é uma deusa anciã que é irmã e contraparte de Shinnok e uma das divindades responsáveis ​​por bani-lo para o Submundo. Ela também é filha de Kronika.

Durante os eventos de Mortal Kombat 11, é revelado que Cetrion, assim como Shinnok, era um agente adormecido de Kronika. Ambos jogaram um jogo intricado por eras: enquanto ela defendia Vida, Virtude e Luz, Shinnok defendia Morte, Corrupção e Escuridão. Os planos de Kronika eram para que ambos continuassem existindo, mantendo assim o equilíbrio desses aspectos essenciais do universo.

História de Cetrion

A Deusa Cetrion nasceu de Titã, Kronika, que a tirou de sua necessidade de equilíbrio, com Cetrion representando vida e natureza, enquanto Shinnok representa morte e pecado. Nos tempos antigos, foi Cetrion quem baniu seu irmão Shinnok, dos Céus, quando o Deus Ancião corrompido tentou conquistar o Plano Terreno desafiando seus companheiros deuses Raiden e Fujin. Cetrion se tornou um símbolo de virtude e justiça entre os Deuses Anciãos, altamente respeitada pelos mortais e pelos semideuses.

Eventos de Mortal Kombat 11:

  • Parte 1:

Cetrion é vista pela primeira vez aconselhando Raiden ao lado de seus colegas deuses anciões sobre a anomalia do tempo, informando-o de sua incapacidade de impedir sua tentativa de criar uma Nova Era. Nesse ponto, ela está em uma forma azul de fantasma que os Deuses Anciãos costumam assumir. Depois de desertar dos deuses, ela repreende Raiden sobre suas tentativas de parar sua mãe agora revelada. Cetrion volta para enfrentar Jacqui Briggs e um jovem Jax Briggs nas ruínas da Ilha de Shang Tsung, a fim de garantir a coroa da alma de Kronika. Ela ameaça matar Jacqui, depois de abrir uma fenda na terra, a menos que receba a coroa, conseguindo adquiri-la depois de um momento tenso de decisão do jovem Jax, Cetrion e o velho Jax retornam para a sua mãe.

Cetrion volta uma última vez para enfrentar o Deus do Fogo Liu Kang na Ampulheta de Kronika e sacrifica sua essência para sua mãe, a fim de lhe dar mais poder.

  • Parte 2 Aftermath:

Com Shang Tsung, Fujin, Nightwolf e Sindel a caminho da ilha, Kronika enviou Cetrion imediatamente. Embora ela consiga derrotar Nightwolf, ela mesma é derrotada por Sindel. Mais tarde, pouco antes de Kronika ser confrontada por Shang Tsung, Shao Kahn e Sindel na batalha final, Cetrion permitiu que Kronika absorvesse sua essência na tentativa de fortalecer sua mãe e os demais espectros para que eles pudessem defender a Ampulheta. No entanto, o esforço foi em vão. Depois que Shao Kahn e Sindel mataram os espectros de Jade, Kitana e Kung Lao, Shang Tsung, cujo poder foi aumentado pela coroa de Kronika, atacou seus aliados, absorvendo suas almas antes de matar Kronika e se tornar o novo Guardião do Tempo.

Curiosidades

  • O nome e a personagem Cetrion possivelmente se baseiam em Ceres, deusa romana da fertilidade. Outra etimologia possível é a palavra russa četýre e seus cognatos eslavos, significando quatro; em referência aos quatro elementos que a Cetrion controla.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.